Search
Close this search box.

Se você gosta de histórias como Game of Thrones, os contos de Conan e jogos de RPG como Tormenta, Pathfinder e D&D, vai ficar fascinado com esta trama!

O livro Nascida para o Trono, de Vilto Reis, acaba de ser lançado e chega marcando seu território no mundo da fantasia épica, desafiando os moldes tradicionais com uma narrativa repleta de complexidades e nuances que dialogam diretamente com o público nerd e amante do gênero. 

Publicado pela editora Draco, este livro não é apenas um convite para explorar um universo repleto de magia e aventura; é também uma proposta de reflexão sobre temas contemporâneos urgentes, como o uso abusivo de drogas, questões de gênero e intolerância religiosa, vestidas em uma trama de poder, luta e redenção.

Ambientado em Camara, um império inspirado em diversas culturas africanas, somos introduzidos a uma sociedade governada pelo poder místico do Totem da Serpente, fonte de habilidades sobrehumanas, mas também de manipulações e traições. Neste cenário, conhecemos Núbia Naja Branca, protagonista de uma jornada de queda e redenção, cuja complexidade desafia estereótipos, revelando uma protagonista debochada, mas profundamente marcada por suas escolhas e pelo peso de seu passado. Sua missão é roubar o Totem da Guardiã, sua própria irmã, enfrentando não apenas oponentes físicos mas também seus próprios demônios internos.

Quem pode gostar desta fantasia épica?

Vilto Reis se afasta do tradicionalismo de J.R.R. Tolkien, aproximando-se mais de autores como Joe Abercrombie e Andrzej Sapkowski em sua abordagem da fantasia. Sua obra é uma mistura de elementos épicos e contemporâneos, onde cada detalhe do mundo de Camara serve não apenas como pano de fundo para as aventuras de Núbia, mas também como reflexo de nossas próprias lutas e desafios enquanto sociedade.

Além de abordar temas atuais e criar um cenário inspirado em culturas africanas, Nascida para o Trono inova ao trazer uma protagonista trans, desafiando preconceitos e expandindo a representatividade no gênero. A obra se destaca por reunir tudo isso em uma narrativa que, ao mesmo tempo que entretém, provoca reflexão sobre identidade, aceitação e o direito à diferença.

O estilo de escrita de Vilto é imersivo, com frases curtas e ações rápidas que lembram a dinâmica de um jogo de RPG, capturando a atenção do leitor e transportando-o para o coração pulsante de Camara. Este aspecto, combinado com uma rica pesquisa cultural e histórica, confere autenticidade e profundidade ao universo criado, fazendo de Nascida para o Trono uma obra que ressoa tanto pela sua originalidade quanto pela sua capacidade de entretenimento.

Por que você precisa ler?

Para os nerds e entusiastas da fantasia épica, este livro é um convite irrecusável para explorar um mundo onde as lutas pelo poder se entrelaçam com questões profundamente humanas. Vilto Reis não apenas entrega uma aventura emocionante, mas também nos faz refletir sobre as várias facetas da condição humana, fazendo de Nascida para o Trono uma surpresa inovadora na estante de qualquer amante do gênero.

Enquanto alguns podem buscar na fantasia um escape, Vilto nos lembra que ela também pode ser um espelho, refletindo nossas lutas, esperanças e sonhos. 

Nascida para o Trono é, portanto, mais que uma história de magia e aventura; é um diálogo com o presente, um convite à reflexão e, sobretudo, uma celebração da diversidade e da resistência humana diante das adversidades.

Para mais informações sobre a obra, acesse aqui!

Deixe seu comentário

Categorias

GEEKBR

Do universo geek para o mundo real! Explore o melhor do cinema, quadrinhos, séries, games e muito mais, e mergulhe em uma experiência de entretenimento que transcende as fronteiras da imaginação.

PESQUISA

REDES SOCIAIS

@2023 – Todos os direitos reservados. GeekBR