Microsoft anuncia compra da Activision Blizzard

Microsoft anuncia compra da Activision Blizzard

A Microsoft anunciou hoje (18/01/2022) a compra da Activision Blizzard, empresa responsável por jogos como Call of Duty e World of Warcraft. Segundo a empresa, a aquisição será uma transação em dinheiro, avaliada em US$ 68,7 bilhões.

Para fins de comparação, a compra da ZeniMax Media, dona da Bethesda Softworks, foi de cerca de US$ 7,5 bilhões, em setembro de 2020.

Em comunicado, a Microsoft afirmou que adquiriu a empresa para “levar alegria e a comunidade de jogos para todos, através de qualquer dispositivo.”

“Com três bilhões de pessoas jogando ativamente hoje, e uma nova geração aproveitando a diversão do entretenimento interativo, o setor de jogos é atualmente a maior forma de entretenimento, em amplo crescimento. Hoje, a Microsoft Corp. anuncia os planos de adquirir a Activision Blizzard, líder em desenvolvimento de jogos e publicação de conteúdo interativo. Essa aquisição vai acelerar o crescimento do setor de games da Microsoft, através dos dispositivos móveis, PC, console e nuvem, e vai fornecer as ferramentas para o metaverso. Quando a transação for concluída, a Microsoft se tornará a terceira maior empresa de jogos do mundo em receita, atrás da Tencent e Sony. O plano de aquisição inclui franquias icônicas da Activision Blizzard e King Studios, como Warcraft, Diablo, Overwatch, Call of Duty e Candy Crush, além de atividades globais de eSports pela Major League Gaming.”

Nas redes sociais, Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, comentou a compra da empresa, afirmando que: “À medida em que estendemos a diversão e a comunidade de jogos para todos, estamos incrivelmente empolgados em dar as boas-vindas aos fantásticos times e icônicas franquias da Activision Blizzard ao time Xbox.”

Vale lembrar que, nos últimos meses, a Activision Blizzard está lidando com uma série de ações judiciais que tiveram início em julho de 2021, após o estado da Califórnia entrar com um processo contra a empresa por conta de denúncias de discriminação e assédio sexual no ambiente de trabalho. Fizemos até uma retrospectiva em cima dos processos em cima da mesma e os motivos dela ficar fora do último Game Awards que você pode conferir clicando aqui.

Desde então, algumas medidas foram tomadas pela empresa, como demissão de funcionários envolvidos nos casos e a implementação de um comitê para novas políticas internas.

Apesar disso, uma reportagem do Wall Street Journal afirma que Bobby Kotick, CEO da Activision Blizzard, sabia dos casos de assédio na empresa há muito tempo, e não tomou nenhuma ação, o que piorou a imagem da companhia no mercado. Na época, Playstation e a própria Xbox chegaram a criticar a postura da empresa após as denúncias.

 

Share and Enjoy !

Shares
Shares
%d blogueiros gostam disto: