A luta pelo fim do uso de disquetes em órgão governamentais japoneses

A luta pelo fim do uso de disquetes em órgão governamentais japoneses

O jornal econômico japonês The Nikkei publicou no sábado(23/10/2021) uma notícia inimaginável sobre tenologia vinda de terras nipônicas.

O governo japonês esta iniciando um trabalho que visa eliminar os disquetes. E para você que é bem novo e não sabe o que é uma disquete, eles nada mais são que discos de informação criados nos anos de 1960 para armazenamento de dados em computadores, e tiveram sua fabricação interrompida há mais de uma década. Segue a imagem de um abaixo.

Sim, sei que algum de vocês deve estar pensando: “Nossa o ícone de salvar…”

A ala de Meguro, na metrópole de Tóquio pretende transferir os dados de disquetes e outras mídias de armazenamento físico para a nuvem ainda neste ano de 2021. A ala de Chiyoda planeja o mesmo, porém apenas nos próximos anos, enquanto Minato, também na capital, já concretizou esta transição a dois anos.

O administrador de fundos públicos de Meguro, Yoichi Ono, explicou  que a resistência das autoridades da capital em abandonar a tecnologia ultrapassada, que está atrasando a transição digital pretendida pelo governo central do Japão, deve-se a um conceito tradicional de que o dispositivo é “ultraconfiável”. De acordo com Ono, disquetes “raramente quebraram ou perderam dados”.

A decisão das autoridades de Tóquio em eliminar os disquetes provavelmente estar relacionada a fatores econômicos do que a convicções pessoais. Segundo o The Nikkei, algumas instituições passaram a cobrar tarifas para converter os dados dos disquetes em tecnologias atuais. O Mizuho Bank da ala de Meguro, está cobrando 50 mil ienes japoneses, cerca de R$ 2,5 mil, para usar a mídia do século passado.

No entanto, a transição pode levar anos para ser concluída por autoridades que até hoje não abrem mão dos seus inseparáveis carimbos pessoais.

Share and Enjoy !

Shares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares
%d blogueiros gostam disto: